sexta-feira, 13 de maio de 2016

ROTARY EM ROMA

PAPA DÁ AS BOAS-VINDAS AO ROTARY NO JUBILEU

O Papa Francisco cumprimenta o presidente do Rotary International, K.R. Ravindran, durante jubileu no Vaticano, em 30 de abril. Cerca de 9.000 rotarianos compareceram ao evento como convidados especiais do Papa.
Motivados por um convite especial do Papa Francisco, milhares de rotarianos estiveram no Vaticano em Roma, no sábado, para celebrar conceitos de compaixão, inclusão e serviços à humanidade.
Na manhã do sábado o grupo — formado por cerca de 9.000 rotarianos de 80 países — atravessou as ruas congestionadas da capital italiana, passou pela segurança rigorosa ao redor da Praça de São Pedro e ocupou a área reservada para o Rotary em frente à basílica para assistir à audiência do Jubileu.
O Papa Francisco, um argentino de 79 anos de idade, pediu que a multidão de mais de 100.000 pessoas — que incluiu membros do departamento de polícia e das forças armadas de todo o mundo — criasse uma cultura de paz, segurança e solidariedade mundial.
"Sua mensagem sobre paz prega a aceitação. No Rotary nós aceitamos pessoas de todas as culturas e credos, portanto, podemos levar esta mensagem a todos os clubes e comunidades", disse o rotariano R. Asokan, da Índia.
Embora o Papa Francisco seja líder da Igreja Católica, suas palavras costumam alcançar um público maior. Uma pesquisa publicada no início deste ano revela que ele é um dos líderes mundiais mais admirados e que mais confiança inspira.
Foi isto que atraiu tantas pessoas ao evento no Vaticano. Madrid Zimmerman, rotariana dos EUA, não é católica, mas disse que o Papa tem o dom de tocar o coração das pessoas, independentemente de sua fé ou cultura. "O Rotary tem o mesmo poder", diz ela. "Embora tenhamos outras maneiras de expressar isso, o desejo de entrar em ação para ajudar o próximo vem do mesmo lugar. Este jubileu nos lembra que nossa meta é servir àqueles que precisam da nossa assistência."
Depois do jubileu, o Papa Francisco se reuniu com uma pequena delegação de rotarianos liderados pelo presidente do RI, K.R. Ravindran. O Papa falou com Ravindran sobre a importância de vacinar as crianças contra a pólio e incentivou o Rotary a continuar sua luta contra a doença.
"Senti-me honrado e profundamente comovido com a oportunidade de conhecer o Papa Francisco e ouvir seu pedido para continuarmos nosso trabalho de erradicação da poliomielite", disse Ravindran, que é hindu. "Esta experiência me deu ainda mais orgulho do passado do Rotary, mais fé no seu presente, e mais otimismo com relação ao seu futuro."

CRISE DE REFUGIADOS

Na sexta-feira, o Rotary organizou um painel de discussão em Roma sobre os esforços para aliviar a situação de refugiados da Síria, Iraque e Afeganistão. Mais de 60 milhões de pessoas, incluindo 11 milhões de sírios, foram deslocadas por causa de guerra e violência nos últimos quatro anos. Este é o maior deslocamento de pessoas desde a Segunda Guerra Mundial.
Durante a discussão moderada pela Rádio Vaticano, especialistas do Programa Mundial de Alimentos, do Serviço Jesuíta aos Refugiados e da ACNUR (agência da ONU para refugiados) falaram sobre maneiras de ajudar os imigrantes a recomeçarem sua vida nos novos países.
O secretário-geral do Rotary, John Hewko, mencionou diversas iniciativas de Rotary Clubs para integrar os refugiados na sociedade, como escolas de informática e um projeto de treinamento profissional em Rimini, na Itália.
Hewko incentivou o público e membros do painel a usarem seus contatos para fornecer recursos e financiamento necessários para resolver a crise humanitária.
O evento do Rotary em Roma, junto com o Jubileu da Misericórdia no Vaticano, chamado de Jubileu dos Rotarianos pelos organizadores do Distrito 2080 (Itália), incluiu concertos e um jantar beneficente para arrecadar fundos para a erradicação da pólio.
Rotary News
2-May-2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário